Soluço

15ago12

Sempre passo por um momento que acho que estou sendo jogada de lado.
Sou neurótica, histórico de família.
Mas acontece que no fundo eu sei que vai mudar assim que parar de pensar sobre.
E quando eu paro, tudo se resolve.
Seria tudo muito simples se eu simplesmente parasse de ligar, né?
Mas não.
Sabe quando você está com soluço? Melhora quando esquece disso. Enquanto se sente incomodado por ele, aquilo te consome e até sem ar você fica. Peito dói, uma desgraça. Ai quando se distrai, pimba, acabou e você só percebe isso muito depois.
Os problemas (estes pequenos de gente que não fala contigo ou que um dia falou e do nada parou) são assim. Como soluço.
Meu soluço sempre melhora com água. Tomar sem respirar. Estou fazendo isso a partir do momento que repito na minha mente “que se foda, que se foda”.
Tenho 23 e ainda me dói. Freud, este filho da puta de um arrombado, estava certo quando disse que o que a gente sofre na infância nos acompanha a vida inteira. Nem sei se foi ele que falou isso, mas foda-se. Sou de artes, não de psicologia.

Anúncios


No Responses Yet to “Soluço”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: